A hidroponia é uma técnica bastante difundida em todo o mundo e o seu uso está a crescer em diversos países. A sua importância deve-se não só ao facto de ser uma técnica para investigação hortícola e produção de vegetais, mas também por estar a ser empregue como uma ferramenta para resolver um amplo leque de problemas, que incluem tratamentos que reduzem a contaminação do solo e da água subterrânea, e manipulação dos níveis de nutrientes no produto.

O cultivo sem solo proporciona um bom desenvolvimento das plantas, além das altas produtividades, quando comparado com o sistema tradicional de cultivo no solo. Muitos países já definiram os padrões de qualidade dos produtos vegetais, baseados naqueles que se obtêm através da hidroponia, na sua maioria impossíveis de se obter pela prática da agricultura convencional.

Na hidroponia, os sistemas são mais caros e exigentes no manuseamento, as expectativas de produção em quantidade, qualidade e segurança são maiores do que nas culturas que são produzidas de forma tradicional.